Fonte: Redação - Foto: Divulgação

No embalo da tendência do Urban Jungle, o jardim vertical é uma ótima opção para quem não abre mão dos lindos arranjos com folhas vistosas, mas tem pouco espaço no lar. Afinal, as plantas posicionadas verticalmente cabem em qualquer cantinho da casa e, de quebra, oferecem vida, cor e charme aos ambientes.


O jardim vertical possui fácil instalação e versatilidade, capaz de encantar, proporcionar frescor e purificar o ar da casa. Para auxiliar os consumidores a criar seu próprio espaço de forma prática e segura, Juliana Alcantara, coordenadora da categoria de jardinagem da Telhanorte, indica, além de cuidados, as melhores opções de plantas e os materiais mais utilizados.


Na Telhanorte é possível encontrar desde treliças (aquelas estruturas em madeira), hangers (vasos suspensos), floreiras, sementes, adubos e plantas. São diversos itens, em vários estilos, tamanhos e preços. “O jardim vertical é uma forma simples de trazer beleza, leveza e decorar a casa”, destaca Juliana.


Defina o local


Os jardins verticais podem ser instalados na varanda, na sala de estar ou até mesmo na cozinha. Não há regras que determinem o local exato. Basta escolher um local com boa dose de iluminação natural e investir em suportes apropriados que harmonizem com cada ambiente. Este cantinho verde pode ser montado de muitas formas, por exemplo, com vasos de plantas sobre tripés no nível do piso, vasos suspensos em treliças ou em cima de prateleiras fixadas às paredes.


Escolha as espécies certas


É preciso analisar as condições do local em que o arranjo será aplicado. Segundo a coordenadora, escolher as plantas adequadas é essencial para conseguir um belo resultado. Ou seja, se a planta ficará em locais com sol direto durante o dia, opte por espécies como cactos e suculentas. Já se o espaço for de luz solar indireta, seja o ambiente interno ou externo, plantas como a samambaia, lírios, fícus e antúrio são indicadas.


Dica: Nas embalagens das plantas, é possível observar se a planta é indicada para ambientes internos ou externos, a quantidade de luz necessária e o momento certo da rega.


Use a criatividade


Um dos aspectos positivos de elaborar um projeto de jardim vertical é que ele pode ser bastante criativo. Existem diversas estruturas que permitem criar composições diferenciadas. As mais comuns são a estrutura modular de plástico, que pode ser encontrada em opção individual ou em kits, além das treliças e vasos que possuem fácil montagem e possibilitam a criação de combinações suspensas. Independente da escolha, no momento de organizar o layout, a coordenadora alerta: “certifique-se em relação ao espaçamento entre as plantas para que se tenha espaço suficiente para crescerem ao longo do tempo.”


Acerte na manutenção


Manter as plantas sobre a terra úmida e fresca é fundamental. Faça regularmente a irrigação com uso de borrifador. As podas devem ser feitas periodicamente, tirando galhos e folhas secas e doentes ou ramos que se cruzam ou raspam um no outro. “Isso vai estimular o crescimento saudável das plantas, deixando o jardim ainda mais belo”, conclui Juliana.


Mais imagens

Rua São Bartolomeu, 274
Vila Nasser
Campo Grande - MS

Ver mapa

(67) 99999-1727 / 3365-7637